quinta-feira, junho 11, 2009

Surdez…

Na voracidade da sua voz, remeto-me ao sossego do meu estado de alma, assustado, inquieto, vencido pelo pânico do seu timbre, aterradoramente encolhido pelo medo que o mesmo me provoca. Choro compulsivamente, soluçando receio, exibindo fraqueza, mostrando cobardia… Magoa-me esta presença, ferindo-me com crueldade quando a mesma me abraça e me engole, trespassando-me com a simplicidade de uma lança pontiaguda e mortífera, matando-me lentamente numa sombra escura e infinita… Daqui observo trevas, absorvido pelas mesmas, entregue a uma escuridão pelo terror que me provoca, pela intensidade da sua voz, pelo eco de um grito que me recolhe e atormenta, por… infinitamente tudo! Ergo o olhar quando me julgo livre, nele exibindo tristeza, impureza, demência. Falta-me luz, claridade, brilho, contraste… Falta-me tudo o que de mais belo existe quando aqui não estou, sempre e tão somente acomodado pelo grito e pela fúria a que te obedeço quando o fazes comigo. Choro novamente pelo ardor nos tímpanos, pela pressão tão cobardemente cometida, pelo som que tanto me fere e castiga… Dói-me esta amargura que carrego quase levianamente, este sofrimento para lá de uma vida, este castigo demasiado pesado para quem o recebe e tão cinicamente leve para quem o comete… Solidão! Talvez seja ela a causa desta surdez inimaginável. Talvez seja ela o vazio entre o preenchimento que julgo receber e nunca encontro. Talvez seja ela, o obscuro e o silêncio de uma sombra vazia e perpetuamente louca. De certeza que será a mesma solidão que no alto do seu silêncio me ensurdece e enlouquece… A ela me rendo!

3 comentários:

o Nosso cAstelo disse...

vem colorir a tua alma no castelo, tenho lá mts 'lápis' ;) fica bem.um bj (texto bem escrito, mas não gosto da negatividade q encerra)

o Nosso cAstelo disse...

encontraste os lápis? estão por lá espalhados, em emoções que talvez te animem. bem-vindo! :) grata pela tua visita

Anónimo disse...

Tanta amargura!
Não, não te deixes trespassar pela solidão.
A vida tem outros encantos...sem título.


Mary