quarta-feira, julho 08, 2009

Negrume!

Algures diante do cansaço da alma, venço as sombras que me respondem em actos de coragem, nunca temendo o que se revele, o que se desvende e o que se possa assemelhar ao que de mais frio e crú se possa converter.
Rodeado pela pressão de um ar que me aperta e sufoca, respiro e suspiro por uma aragem que me solte, me liberte e me tente fazer compreender que tudo o que diante dos meus olhos se transforma, é afinal a mesma violência que a todos presenteia.
Não sei ao que vou, ao que me espera, ao que pretendo por fim, crendo apenas numa vida incógnita de saberes e de teorias, de práticas e acontecimentos, de factores e rituais que ainda que se mantenham por revelar, jamais o afirmarão com a plena certeza do seu direito. Talvez seja a violência de tudo isto que me apoquenta e aflige…
Algures e novamente presente de encontro à minha fadiga, precise de um líder para me puxar, para me incendiar interiormente e fazer com que o meu grito se eleve e reaja para lá do necessário repouso. Fútil, fácil, vazio, mórbido talvez, mas será neste bradar intenso em que as manhãs se constroem, que consiga quebrar os meus dias, passo a passo, enérgicamente, veementemente…
Por muito que a noite me pareça viver para sempre, será a violência dos primeiros raios de Sol a acordarem-me para mais um inquietante momento de mistério, de segredo e de fantasmagóricas sombras como se de um fogo se acabassem de libertar… Acordo, para mais um dia… Um vivo e inesperado dia!

6 comentários:

o Nosso cAstelo disse...

Mesmo sendo noite em ti, gosto de te ler...Uma solução para esse negrume (que tão bem compreendo)? Apaixonares-te de novo pelos raios de sol, acreditando que eles talvez te possam incendiar com uma visão de paixão, pela vida, por alguém, por algo novo...
Um bj

ana margarida disse...

vim cá espreitar se o negrume já tinha passado;)

ana margarida disse...

ahhh percebeste de onde é a foto ;)
gémeos rui e paulo barreto

ana margarida disse...

não acredito, nem com um cacau lá do bar o negrume passa? lol

Nanny disse...

E não achas que devias gritar de alegria?

Acordaste, estás vivo, respiras, caminhas pelo teu pé, tens a capacidade de ver, ouvir, cheirar e sentir o mundo à tua volta... queres maior maravilha!??

Nem sempre caminhar só é mau, por vezes é a forma de nos encontrarmos...

Toca a animar, menino!

Beijinhos da gata

prAia em Mim disse...

não acredito...diz-me q este negrume é apenas ficcional!